14 setembro 2012

Muçulmanos nocente

A coisa com muçulmanos extremista –e com cristãos fanático, judeus radical &c &c… na verdade, com qqer massa de manobra burra e intolerante– é q eles não enxergam a distinção entre ‘reprovar’ e ‘proibir’.

E a história desses radical no ocidente é a mesma há 3 mil anos: ideologias camponesa querendo governar a cidade.

¿Sabe qdo?

5 comentários:

MI disse...

Mas não posso negar estar adorando a depredação da propriedade americana. Hummm, cê sabe que eu adoro games, né? Sabe qual é o meu char (ingame name) em todos os jogos que atualmente jogo? "USA Sucks". Já me valeu banimento de vários servidores, ameaças de morte e outras tantas reações por parte dos ianques, assim como elogios e risadas por parte dos anti-ianques. Quero mais é causar!

Oncotô? disse...

(Lendo "O Anticristo" do bigodudo alemão. Haja bílis!)

[Ipsis litteris] "Para o homem de convicção a fé representa sua espinha dorsal. Deixar de ver muitas coisas, não possuir imparcialidade alguma, ser sempre de um partido, estimar todos os valores com uma ótica severa e infalível — essas são as condições necessárias à existência desse tipo de homem. Mas isso faz deles antagonistas do homem veraz — da verdade… O crente não é livre pra responder à questão do 'verdadeiro' e do 'falso'; segundo os ditames de sua consciência: a integridade, neste ponto, seria sua própria ruína. A limitação patológica de sua ótica faz do homem convicto um fanático (...) Mas as grandiosas atitudes desses intelectos doentes, desses epiléticos das ideias, exercem influência sobre as grandes massas — os fanáticos são pitorescos, e a humanidade prefere observar poses a ouvir razões…"

Permafrost disse...

MI,
Qdo se trata de nacionalismo, "qqer massa de manobra burra e intolerante" inclue uma grande parte da população euaense tbm: veja o apoio quase total q deram ao Bucha contra o Iraque.

Oncotô,
O Fred Bigode tinha umas boa, mas sinto falta de ele largar mão um pouco de crença como metafísica e moral, e olhar mais pro lado político da coisa. Na época dele, a liberdade de expressão ainda não havia demonstrado seu poder de escancarar os bastidor de toda religião organizada, de desancar as ambição política de todo crente radical.

Neanderthal disse...

Oncotô: esse texto me fez pensar em alguns petistas que se apegam à ilusão criada pelos anos de discurso da cúpula do PT e que não querem acreditar que nela haja algum corrupto, insistindo que histórias como o julgamento do mensalão são, na verdade, manobras das elites contra os reais representantes do povo.

Com relação aos muçulmanos, se conseguiram provar alguma coisa com essa série de ataques é que, por mais idiota que seja, o filme tem lá um fundo de razão. Os seus atos devem ter aumentado em mais de mil vezes a audiência daquela porcaria. Eles vivem, literalmente, na idade média.

Oncotô? disse...

Permafrost, não sou tão versado na Nietzschesofia, mas ele inclusive compara o cristianismo, pelo menos, ao anarquismo à "revolta da plebe" (os seres das catacumbas dinamitando e carcomendo o "glorioso" Império Romano). Mas tem uma coisa que m'incomoda nele: sua megalomaníaca paixão pela aristocracia guerreira, do direito de posse. Mas tal aristocracia puro sangue (que hoje é oligarquia com fachada de democracia corrompida) está morta...

Neanderthal, ... e viva a demagogia!

Postar um comentário

consulte o doutor