28 junho 2008

Boom da cidade

Anúncio de prédio novo em São Paulo é uma das coisas q mais divertem nosso educante cientista. Porque, pô, né? Os caras não têm mais do q inventar pra ganhar uns trocados. O mais engraçado é, claro, a inventividade destrambelhada dos eslôgãs. O destrambelho não é o fato de o eslôgã ter sido pensado: publicitário pensa dezenas de eslôgãs, escolhe os melhorzinhos e mostra pro cliente. O destrambelho é o cliente aprovar.

Observe o eslôgã:



Vc diria q isso quer dizer ¿o quê?



Tua vida de mendigo de rua no meio entre o parque e o prédio...

HAHAHAHAHA

E o anúncio continua:



¿No ÚLTIMO terreno? ¡Ô, desespero!

E ¿no último terreno tem uma oportunidade ÚNICA?

E ¿"design de morar"?

HAHAHAHAHAHA

Ô miasarma.

E além disso, fica perto do Parque Ibirapuera, q recentemente foi confirmado como um dos lugares mais poluídos da cidade. Mas ¿o q é a realidade perto duma gota de água cuidadosamente pingada na ponta duma folha verdejantemente seca sob a luz dum estúdio numa "foto meramente ilustrativa"?



O Dr Plausível foi lá ver onde era. No GoogleEarth, claro.



Note a perigosa proximidade a um bar de barulho e bebuns.
Note a congestionável, barulhenta e poluente avenida na cara do terreno.
Note o quarteirão coalhado de prédios entre o terreno e o cantinho do parque.

A única plausibilidade positiva sobre esse lugar é q ali não tem inundação.

O espaço mental da coletividade publicitária deve ser igualzinho ao espaço construível da cidade: vc tem q se contentar com um triângulo mal-acochambrado, mal-acompanhado, todo mal-ajambrado, cheio de enganações e ruído, só q... todo diagramadinho bonitinho pra idiota desesperado gostar.

Mas ¿por que esse pessoal não de-sis-te, meu santo?

11 comentários:

Carrie, a Estranha disse...

Eu tenho medo de empreendimentos com conceito.

Permafrost disse...

Eu tbm, Carrie. Mas esse empreendimento em particular não tem conceito nenhum. É só um terreno ruim q eles descolaram, e ai tiveram q inventar alguma coisa.

Linha disse...

Nada a ver com o post, mas li isto aqui e lembrei do doutor:

http://carademilho.blogspot.com/2008/06/novos-vocbulos.html

Abraços

Permafrost disse...

¡Obrigado, Linha! Esse é o cara: um visionário criador. Agora só falta achar um estrategista.

Linha disse...

Um estrategista? Entendi não.

Permafrost disse...

Brincadeira. Seria alguém q criasse uma estratégia pra inserir aquelas palavras no vernáculo.

Linha disse...

então eu tinha entendido. So achei a ligação tênue. Mas o Hombre Maiz tem vàrias coisas geniais mesmo. Não sei se você chegou a dar uma olhada no resto do blog, mas alguns posts, como a idéia do programa de TV "Dançando na tumba" e o "Restaurante de porrada" me fazem morrer de rir so de lembrar.

Neanderthal disse...

Brasileiro gosta de "Enganismo".

Permafrost disse...

Linha,
Li uma pá de coisas do Cara de Milho e achei bem legal. Obrigado pela indicação.

Derthal,
Ou isso ou os desesperados já nem sabem mais o q estão dizendo.

a. disse...

opa, fica ao lado de um clássico lupanar da mauriciolândia: o café phodô, bem em frente ao xis.

Permafrost disse...

Aha... então já se sabe q tipo de "família" vai morar ali...

Postar um comentário

consulte o doutor