29 outubro 2014

Eleita a melhor eleição

Vôdzeumacoisaprocês, viu. Nosso exuviante doutor nunca havia passado tão prazerosamente um período de eleições. Foi pràticamente uma gargalhada só de cabo à rabo. E, como todos sabem, tanto melhor é o riso qdo vem sem aviso. Ele achava q os petista iriam dizer as maior bobagem –pois os dilmo-votante sofrem duma hipoplausibilose galopante talvez incurável–, mas qual não foi a surpresa doutoral qdo, ao dar mais atenção aos aècio-votante, deparou-se com uma enxurrada, uma caudalosa inundação, uma chuva torrencial (êpa) de sintomas hipoplausibilético num tom bombástico e apocalíptico q äs vez levou o Dr Plausível à levantar-se de madrugada pra ir até o quintal gargalhar. É esplendorosamente assobroso como a língua portuguesa se presta à manipular os sentido e desviar o raciocínio. Esta língua de camponeses e comerciantes é absolutamente fascinada com enganação, enrolação, dissimulação e roubo. Como resultado, pràticamente tudo q se fala em política no Brasil é sobre isso. E sai uma gororoba atrás da outra, instigada por três ou quatro articulistas fascinado pelo Foro de São Paulo, estarrecidos ao descobrir q não são só os país rico, os grande empreiteiro, os torcedor do Curíntia e os fabricante de marmelada q se juntam pra definir padrões de conduta, metas e estratégias. Dentre as tonteria disseminada por esse punhado de jornalistas e repetida por milhões de aécio-votantes, tem umas impagável pérola de hipoplausibilose:

• O PT tá há DOZE anos usufruindo das benesse de ter um presidente no Planalto… mas SÓ AGORA vai *realmente* tentar um “golpe totalitário”.

Ué, ‘agora’ já passou. Ah não, não. Não era aquele ‘agora’, é ESTE ‘agora’; o de antes foi só preparação. Ué, mas esse ‘agora’ já passou. Ah não, peraí. Errei. Não é ESSE ‘agora’, será o *próximo* ‘agora’.

HAHAHAHAHAHA

• Tipo assim, os petista querem chegar ao controle absoluto de TUDO, da economia, das força armada, da indústria, da moralidade… mas é uma arrastadinha de cada vez. Um decretinho aqui, outro ali, à passo de lesma, pra no fim abocanhar TUDO.

HAHAHAHAHAHAHAHA

• Querem dar um “golpe” fascista… mas é, tipo assim, um golpe como somatória de centenas de afagos cumulativo e cirúrgico, exposto à votações ao longo de décadas à fio.

• E não só isso. A esperteza e malevolência dos petista é tão grande q… q… q eles planejam alcançar isso através de eleições em pleno gozo duma democracia representativa e equilibrada.

• Tipo assim, os petista querem implantar um regime TOTALITÁRIO… mas… mas… paulatinamente.

HAHAHAHAHAHAHAHA

Pau-la-ti-na-men-te. Nada de revolução, viu, pois revolução é marxismo antiquado, tipo marxismo do PRÓPRIO Marx, o criador do marxismo. Entenderam?

• Eles têm um projeto totalitarista… mas não é pra ser um totalitarismo escancarado, não, q seria óbvio demais. Escancarada é a Coréia do Norte, onde o Kim-Jong-un abocanha 100% dos votos. Não, não. Pro PT, 51% já basta, pois ele quer é implantar um regime de exceção usando a eleição democrática de voto pleno e o congresso multipartidário como fachada.

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

• Insistem em sua sanha pra instaurar uma tirania de fato no Brasil… mas viu, não se enganem, pois muito mais perniciosa q uma tirania aberta é uma tirania velada, aquela em q só PARECE q é tudo livre. Mas é pura enrolação. Vc pode votar, não é preso por discordar, pode sair do país e entrar qdo quiser, pode chamar a presidente de filha-da-puta, pode até mandar petista prä cadeia… mas na verdade, viu, é tudo disfarçado, é tudo feito na calada do dia, nos bastidor do palco democrático e nas intriga do debate livre.

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

• Pois eles são uma quadrilha… mas uma quadrilha com 1,6 milhão de criminosos filiado trabalhando em perfeita sincronia, viu. Todos eles. TODOS. Recebem ordens expressa da cúpula petista e obedecem como máquinas, viu, como as máquina sem opiniões própria, sem individualidades, sem sectarismos em q a cúpula pretende transformar toda a população brasileira através de técnicas de engenharia social. Viu?

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

• Eles são tão espertos q querem fazer um plebiscito pra q o povo ignorante q não sabe nada-de-nada tenha mais poder do q o próprio congresso nacional neste nosso glorioso sistema representativo… mas os opositor do PT são muito mais esperto: eles tão aventando um OUTRO plebiscito, viu, pra dividir o país em DOIS, formando um país ao sul de população 100% pura, TOTALMENTE de anti-petistas, e outro ao norte com 100% da população TOTALMENTE petista. E o norte vai ficar com jazidas de minérios, petróleo, riquezas sem fim, e o sul vai ficar com as sede dos banco, as fábrica e as plantação de tomate.

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

• São umas raposa, esses petista, viu. Pois olha só. Eles fazem a maldade TÃO disfarçadamente q só alguns jornalista genial conseguem perceber, viu. Gênios. Os próprios gênios q propalam essas idéia. E os petista vêm dando o golpe TÃO paulatinamente, q qdo o Lula foi presidente (Lula, hem, com todo aquele carisma e apoio popular), o PT preferiu ir beeeem devagarzinho, quase não aprovou nada socialista, ficou só na moita maquinando, maquinando, pra poder dar o lance GE-NI-AL de só colocar na sucessão, OITO anos depois, uma presidente tecnocrata sem charme, sem carisma e sem oratória. Mas ¡que esperteza, não? Por essa, nem admirador de Fidel Castro esperava. Ô vilania. Si ninguém se opuser à essa máquina de intrigas, à esse plano macabro de sujeição paulatina total à passo de lesma do povo brasileiro de joelhos aos pé dos maléfico desígnio do totalitarismo fascista do socialismo comunista autoritário tirano da esquerdização total num regime de exceção, então não haverá outra escapatória exceto baixar abjetamente os olho e o rabo e obedecer caninamente à toda e qqer ordem q emanar dessa toda-poderosa quadrilha de mestres manipulador q controlará minuciosamente todo ato, toda palavra e todo pensamento de cada um de seus 200 milhões de escravos pra todo o sempre e mais três dia.

Ou então, vc pode apenas gargalhar.

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

14 comentários:

¿Oncotô? disse...

http://www.ted.com/talks/michael_shermer_the_pattern_behind_self_deception

Tipo assim, ¿né? Achar padrões em tudo: a mãe de todas as hipóteses conspiratórias.

Rafs disse...

Dr, era quase isso tudo que eu fiquei ouvindo por um ano de um colega de faculdade. Só não tive a organização adequada das ideias e eloquência pra falar isso tudo de forma tão deliciosamente sarcástica e divertida.

Pracimademoá disse...

Eis a fórmula:

1) ganhar simpatia
2) atacar

Funciona assim:

Olha, vou dizer uma coisa pra você: eu odeio o PT...
("provei" que não tenho motivos ulteriores e ganhei sua simpatia)

... mas esse tal de Aécio é tão ruim que a única opção inteligente é votar na Dilma!
(depois que declaro inocência e ganho sua simpatia, parto para o ataque, inclusive estabelecendo que votar no Aécio é burrice, para constranger você)

Outro exemplo:

1) Ele achava q os petista iriam dizer as maior bobagem pois os dilmo-votante sofrem duma hipoplausibilose galopante talvez incurável, mas

2) qual não foi a surpresa doutoral qdo, ao dar mais atenção aos aècio-votante, deparou-se com uma enxurrada, uma caudalosa inundação, uma chuva torrencial (êpa) de sintomas hipoplausibilético num tom bombástico e apocalíptico q äs vez levou o Dr Plausível à levantar-se de madrugada pra ir até o quintal gargalhar.

Observe a alfinetada marota feita com a palavra "chuva", e a aplicação de constrangimento com a menção de "gargalhar".

Vi dúzias e dúzias desse tipo de manobra nos debates das redes sociais. É claro que não se usa isso só em política, mas é claro que foi usado nos debates políticos.

Pra cima de moi? Sério mesmo?

Sim, os comunistas têm que pisar com muito cuidado em solo brasileiro. O Brasil não é para amadores. É um país enorme e complexo, e eles precisam parecer que são honestos e bonzinhos. Se entrarem de sola aqui, podem se dar muito mal.

Inclusive, vi um reforço muito intenso das críticas ao golpe militar de 64. Nunca vi, na minha vida inteira, tanta crítica ao regime militar quanto nos últimos meses, apesar da contradição colossal que há em se criticar um governo provisório que matou algumas centenas de pessoas a fim de exterminar o comunismo e se defender as ditaduras assassinas de Cuba e Rússia, de onde as pessoas nem sequer podem sair. É claro que há uma campanha bem focada em curso, porque os militares já botaram os comunistas pra correr uma vez, e podem repetir a surra. É muito importante para o comunismo brasileiro jogar a opinião pública contra os militares. Tomar conta deste país não é tão fácil assim.

Quais seriam os exemplos de hipoplausibilose dos petistas, que não foram apontados porque o autor do texto não estava a fim de falar sobre eles?

Rafs disse...

@Demoa,

O Dr não tá falando quem eh o melhor ou pior candidato, ele tá falando de ouuutra coisa.

Que nem eu falei no comentario anterior, ele ta rindo das ridiculices que muitos eleitores aecistas/direitosos/whatever vem falando sobre o PT.

O raciocinio de quem fala essas coisas eh claro: o PT vai fuder com nós que temos grana ao ajudar quem não tem. Portanto eles são ditadores prontos pra dar um golpe de estado comunista.

Quem eh o melhor candidato sao outros quinhentos. Eu pessoalmemte acho que se aplica aqui um episodio da serie South Park, em que as crianças de uma escola tem que escolher um novo mascote pra escola, e as opções finais acabam sendo "A turd sandwich" e "A giant douche".

Rafs disse...

@Demoa,

E só pra dar um exemplo de coisas ditas por dilmistas/esquerdistas/whatever, e a coisa tá identica: meu professor de faculdade, abertamente dilmista/petista/esquerdista, criticou as propostas e ideias do Aecio, e ao citar sua fala sobre meritocracia mencionou Auschwitz e a frase "o trabalho liberta" que tinha escrita na entrada do campo. Os argumentos são parecidos dos dois lados.

Permafrost disse...

Oncotô,
Exatamente. Shermer diz: «we [tend to] find meaningful patterns and infuse them with … predatory or intentional agencies.» Como os oligarquista têm (ou esperam ter) mais à perder, eles “detectam” mais falsos-positivo na realidade, pois qto mais paranóias eles tiverem, maior é a probabilidade de alguma tar correta. Daí vem a profusão hilariante de fórmulas paranóica: tão sempre «stringing together a bunch of words that sound good but [mean] absolutely nothing.»

Permafrost disse...

Demoá,
Notou bem, mas interpretou errado. Além de o intróito tar toleràvelmente fiel aos fato, o tirar sarro dum lado não indica uma óbvia intenção de defender o outro lado.

E pô, ¿não viu q esperei até a eleição acabar pra publicar isso? A última coisa q o Dr.Plausível quer é fazer campanha e influenciar eleições, e teria publicado quase o mesmíssimo texto fosse qual fosse o resultado. Petistas roxo pra quem já linquei o texto não gostaram muito, por mostrar as fraqueza de Dilma e falar de coisas q, pra eles, são irrelevante. Quem gostou foi os nulo-votante.

A direita oligarquista SEMPRE é trocentas vez mais engraçada e absurda q a esquerda socialista, pelo mesmo motivo q piada de ateu sobre religioso sempre é trocentas vez mais engraçada q de religioso sobre ateu. O motivo é simples: em conflitos direto e equilibrado, quem se pauta pela elegância não consegue manter a pose; sempre descamba pra pânicos, paranóias, truculências, grandiloqüências, hipérboles histérica, &c (e aí cabe o argumento do Michael Shermer lincado acima pelo Oncotô). Já quem se pauta pela singeleza, ganha uma certa dignidade pelo mero fato de tar brigando contra uma empostação (daí, por exemplo, a popularidade de Lula).

Aliás, si vc desaprovou esse texto, quero só ver o q vai dizer qdo o Dr.Plausível finalmente explicar o q é, afinal, socialismo. Si não te fizer olhar pra si mesmo com outros olho, então vc tá mais encalacrado no Nirvana oligárquico do q eu pensava. HAHAHAHAHAHAHA

As hipoplausibilose petista são muito menos engraçada q o oposto, e o doutor não ri delas com a mesma intensidade pois são mais difícil de escarafunchar sem q ele deixe de lado seu humanismo essencial. Até Aécio implìcitamente reconheceu esse dilema. Além disso, os disparate petista já tão suficientemente exposto na imprensa pois, ora, ué, pois a presidência tá ocupada por petistas há 12 anos: ELES são o foco de toda crítica e de toda piada há 12 anos, e continuarão sendo. Além de além disso, é importante mostrar à pessoas como VC –inteligentes, porém seduzidas pela inteligência à tomar partido contra posições de difícil inteligibilidade– q expor aos oligarquista os disparate de sua paranóia é um grande serviço público prestado pelo Dr.Plausível, pois si as opinião oligárquica não ficam em pé sem ajuda do dislate total, então a direita vai quebrar o nariz qdo o pêndulo lhe favorecer e ela chegar à um predomínio na opinião pública q resulte numa volta ao Planalto.

Mas apesar de não ter cabimento esperar q se fale de X num texto sobre P, aqui vão algumas hipoplausibilose petista, já q vc pediu:
• “Lula tirou milhões da miséria absoluta
• “o caminho do progresso é o desemprego zero”
• (mostrando Maluf apoiando Dilma) “ou governabilidade, ou caos”

São afirmações absurdamente hiperbólica, mas não risìvelmente hiperbólica, si é q me entende.



Agora, ALÉM de tudo isso, note q não declarei nenhuma preferência entre o “turd sandwich” e a “giant douche” (obrigado, Rafs!). O q vc escreveu aí foi um EXATO exemplo daquilo de q tou tirando sarro. Veja:

O Dr.Plausível se dá ao trabalho de publicar DEPOIS das eleição um longo texto todo trabalhadinho tirando sarro de várias incoerência óbvia do partido q de fato perdeu as eleição… mas… mas… é tudo manobra eleitoral em redes social, viu. Ele escarnece dos eleitor paranóico do Aécio com um sarcasmo afiado… mas… mas… é pra angariar simpatias. É tudo dissimulado pra parecer q tá sendo isento e imparcial, pois ele sabe q comunista profissional não pode entrar de sola neste solo q não é pra amadores.

HAHAHAHAHAHAHAHAHA

Brincadeira, Demoá. Mas ùltimamente tuas leitura têm favorecido a panfletagem direitosa. Admite, vai.

André Ricardo disse...

1 - Na Venezuela as coisas não aconteceram aos poucos também? O Brasil é maior, mais rico e mais complexo. Não é de se esperar que as coisas aconteçam aos poucos também, mas mais lento ainda do que na Venezuela?

2 - quando você diz "e o congresso multipartidário como fachada", claro, ironicamente, dizendo que haver um congresso multipartidário é uma incoerência diante da possível intenção petista de tomar conta de tudo, e aí nós vemos a presidente tentando, por decreto - ou seja, para não haver emendas - criar os conselhos populares, que nada mais seriam do que os braços que NÃO representam a população ganhando poder, não fica *parecendo* que essa incoerência se desfez - ou seja, que há, sim, a tentativa de sobrepujar o congresso?

3 - quando você diz que o opositor do PT tá planejando o plebiscito para a divisão do país, você não tá pegando uma caricatura de uma ínfima parcela dos milhões de opositores do PT, uma parcela de idiotas - e os há dos dois lados, claro - e tomando como o modelo de OPOSITOR DO PT? (o mesmo serve para os oligarcas. Aliás, tem outra pergunta sobre isso)

4 - pq seriam os opositores do PT os oligarcas? É o PT quem está junto a esses... No seu texto, parece que o Brasil tem 49% da população formada por ricos, gente com medo de perder suas benesses, que serão transferidas aos pobres.

5 - o PT já mostrou que não aceita bem as eleições que perde (em 1998, talvez a caricatura seriam os petistas, gritando Fora FHC logo após este ter vencido em primeiro turno, e não estou falando de malucos, estou falando de grandes nomes, fundadores do partido). O próprio Lula, quando a Marina estava ameaçando Dilma, falou que iria parar o país se a Dilma não vencesse. O líder do MST foi além, disse que iria explodir uma guerra se a Dilma não vencesse. Será que acreditar que a intenção do PT é se perpetuar no poder em uma simulação de democracia, como (e aos poucos chegando no que é) na Venezuela é mesmo tão absurdo?

Você falou que mais os nulo-votantes gostaram do seu texto, mas eu acho que é pq (pelo menos foi o que eu vi) esses estão argumentando exatamente nas caricaturas. Mas, basta ver por aquelas piadinhas das bonecas, acho que todos viram, a Reacinha e a Petralhinha. Na boca da Reacinha, só frases caricatas, que você só encontra no discurso de meia dúzia de malucos que a grande maioria dos opositores do PT nem leva a sério. Na boca da Petralhinha tem frases que, inclusive, FORAM ditas por pessoas que lideram grupos como a UJS (uma que certamente teria lugar como um dos conselhos populares), MST, enfim, gente do PT, e não uns malucos isolados (bem, malucos, não sei, mas isolados certamente não são).

Novamente: isso não tem nada a ver com socialismo, ou ser de direita ou esquerda. Nas ações, e não nas palavras, o PT está muito à direita do PSDB...

Permafrost disse...

André,
1. A Venezuela é outros quinhento. Lá eles têm a maior reserva de petróleo do mundo, antes vampirizada, e tiveram Chávez, q era um MILITAR com amplo apoio popular. O socialismo venezuelano é principalmente uma tentativa de venezuelar os lucro do petróleo. O conflito nunca foi estritamente entre venezuelanos e venezuelanos, tal como aqui agora é entre brasileiros e brasileiros, todos civis.

2. Ué, mas ¿Dilma conseguiu passar o decreto? Não. Hm. Então. Entendeu?

3. O sarro com a divisão do Brasil foi só UM dos 11 sarros. Cada sarro é sobre um tópico diferente. Além disso, justamente uma das questão mais ubíqua neste blogue é a complexificação na percepção da realidade; portanto seria contraditório q justamente o Dr.Plausível tomasse uma opinião como síntese duma pessoa e, pior, como protótipo dum grupo de pessoas.

4. Note q o Dr.Plausível nunca diz ‘oligarca’, mas ‘oligarquismo’. Num próximo texto, ele vai explicar isso. Mas tua questão é boa –q eu traduzo pra “¿quê tem à ver oposição ao PT com oligarquismo?” O sarro todo não foi sobre os opositor ao PT per se, mas sobre uma certa mentalidade, parente próxima daquela da direita zeuaense republicana belicosa cristã, e de fato uma imitação tupiniquim de questões levantada por ela, via R.Azevedo, D.Mainardi, R.Constantino, O.Carvalho, F.Moura, esse pessoalzinho. Aquela vertente da direita zeuaense atribue todos seus sucesso äs iniciativa própria e todos seus fracasso äs iniciativa alheia –ie, do povaréu e do estado. Quer legislação mínima, não quer pagar impostos &c, mas… quer ter boas estrada, exército, fiscalização, tribunais, policiamento &c. Aqui, a imitação disso esquece (ou propositalmente ignora) q a constituição e cultura brasileiras tão embasada em princípios diferente –de regulamentação, e não de laissez-faire. O resultado é q a maior parte do q é preconizado como política social pela direita zeuaense não cola bem aqui, EXCETO a paranóia com o socialismo, com o comunismo e com o totalitarismo, pois é isso q vende pra gente deslumbrada com o Zeuá. Então a turminha de jornalistas acima martela e martela e martela nessa paranóia, criando os absurdo de q o doutor tirou sarro aí. O q chamo de ‘oligarquismo’, em oposição ao q chamo de ‘socialismo’, é (à grosso modo) a noção, vinda do Zeuá, de q “winner takes all” e TODO apoio é devido ao vencedor, aos topo das múltipla pirâmide social, e äqueles q mais prometem chegar lá. E ¿por quê? Oras, pq a vida é uma competição, não é? … ¿Não é? (Qdo o doutor finalmente se dignar à explicar o q é, afinal, ‘socialismo’, talvez isso tudo aí fique mais claro.)

5. Não cometa o erro de achar q tou defendendo o PT, hem. Partido é feito de pessoas, e a maior parte das pessoa do planeta não tá vacinada contra o hipoplausivírus. Lula dizer q iria “parar o país”, líder do MST dizer q “uma guerra eclodiria” &c são sintomas claro de hipoplausibilose. MAS achar q o PT tem q ser combatido PORQUE “quer se perpetuar no poder” tbm é sintoma. Primeiro, pq ‘poder’ e ‘governo’ são duas coisas bem diferente; segundo, pq TODO partido quer se perpetuar no governo. Vc nunca há de ver o líder de qqer partido em exercício subir ao pódio de sua convenção e dizer “Ói, ¿querem saber duma coisa? Tamos há tempo demais no governo. Já tá na hora de o partido adversário governar, aquele pessoal com quem não concordamos em nada e q vai desfazer TUDO q conseguimos. ¿Que tal? Acho q é uma BOA idéia.”

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

André Ricardo disse...

Se me permite, ainda tenho algumas dúvidas/objeções.

1 - Você diz que não houve conflito de venezuelanos contra venezuelanos, e aqui há conflito de brasileiros contra brasileiros. Eu não entendi bem isso. Eu acho exatamente o oposto: na Venezuela, houve, e ainda há, conflito propriamente dito entre venezuelanos. Aqui, não. Esse negócio de separatismo, de colocar Sudeste contra Nordeste, isso é uma invenção midiática petista! Isso não existe de fato! Alguns (sempre a meia dúzia de) idiotas embarca nessa, mas, como disse, a imensa maioria nem leva isso a sério. O próprio Lula fez isso quando mentiu dizendo, no Nordeste, que FHC havia falado que os nordestinos eram desinformados. FHC nunca disse isso. Mas essa divisão é boa para o PT. Agora, conflito real, não há.

2 - O decreto foi derrubado, mas não significa 1 - que não houve a tentativa, e 2 - que eles não vão tentar de novo. Aliás, o próprio Gilberto Carvalho já disse que vão procurar outras formas. E ele não é um maluco ignorado pelo próprio partido, pelo contrário. O "problema" da democracia é que ela permite que aqueles que querem derrubá-la tenham direito a voz.

3 - Ok.

4 - Ok, você disse que não é sobre qualquer opositor ao PT, mas só a um certo tipo. Mas não foi o que pareceu no texto. Esse tipo é uma minoria. Inclusive, desses citados, nem todos são contra os programas sociais, por exemplo. Bem, vou esperar o texto do socialismo.

5 - Acho que me expressei mal. Não é que o PT tenha que ser combatido apenas pq quer se perpetuar no poder. Concordo com você tanto na divisão entre 'poder' e 'governo' (apesar de haver, sim, uma relação entre essas duas coisas. O PT, no governo, cometeu crimes que fizeram com que o próprio PT crescesse muito mais, coisa que não seria possível se não estivesse no governo para indicar diretores de estatais, por exemplo), quanto em relação à meta de qualquer partido ser a de permanecer no governo. Mas o que eu quis dizer é que o PT quer se perpetuar no poder A QUALQUER CUSTO. Cometendo crimes, mentindo para seus próprios eleitores, sujando ou lavando reputações conforme a necessidade. E, claro, tentando criar mecanismos, aos poucos, para diminuir a influência de outros partidos - e da imprensa. O problema não está na meta. Está na forma desleal que o PT usa para isso. E, por mais que se possa dizer que há corrupção em qualquer partido, coisa que eu concordo, apenas o PT não vê problema nisso, se for para aumentar o poder do próprio PT - daí a chamar os condenados pelo mensalão de "heróis do povo brasileiro".

Claro, basta dizer que é uma democracia, e se o eleitor acredita nas mentiras, ou não acredita, mas vota mesmo assim (no estilo Maluf, 'rouba mas faz'), fazer o quê. Concordo com isso. Não tem o que fazer, a não ser criticar. A Inglaterra passa por um problema muito pior, que é a tentativa de alguns extremistas islâmicos implementarem a Sharia por lá. Hoje, é óbvio, isso é impossível. Mas a população de islâmicos cresce de forma muito mais rápida do que o restante da população, e, dentre esses islâmicos, o grupos de radicais também cresce. Mas lá é uma democracia. Como impedir o radical de simplesmente pegar um banquinho e ficar pregando suas idéias contra a democracia em uma praça?

Permafrost disse...

André,
1. «Vc diz q não houve conflito de venezuelanos contra venezuelanos» Não. Disse q o conflito lá nunca foi ESTRITAMENTE entre venezuelanos. Sempre houve notícias de outros país imbricado em influência direta –em particular, o Zeuá. Já o conflito de hoje aqui, é apenas entre brazucas. Apesar de haver, no anti-petismo, uma fortíssima influência ideológica dos republicano zeuaense, eles não precisam agir diretamente. A lavagem cerebral nas e pelas igreja evangélica e por colunistas bombástico é tão poderosa, q a interferência direta não é necessária. Pode deixar, q macaquear zeuaense é coisa q brasileiro já faz direitinho.

2. «O decreto foi derrubado, mas não significa 1- q não houve a tentativa, e 2- q eles não vão tentar de novo.» Ué, ¿qta gente vc conhece q só comprou UM bilhete de loteria em toda sua vida? Claro q vão continuar tentando. Si vc QUER uma coisa, ¿desiste na primeira cabeçada?

4 - «Vc disse q não é sobre qqer opositor ao PT, mas só a um certo tipo. Mas não foi o que pareceu no texto.» Pode ter parecido, mas o texto diz explìcitamente q as gororoba se originaram dum punhado de jornalistas. Entendo o mal-entendido (!). Imagina um pedestre francês q entreouve um motorista suíço praguejar contra um motorista francês: “Caralho, TINHA q ser um francês imbecil.” O pedestre francês, si salta alguns passo interpretativo, se ofenderá, pois ele interpreta q o suíço tá chamando todo e qqer francês de ‘imbecil’, inclusive ele. Mas si o pedestre francês enxerga nas palavra o significado q elas TÊM, vai interpretar q o suíço deve saber q há franceses genial e franceses imbecil e, como todo conjunto fechado tem idiossincrasias, a opinião do suíço é q aquela barbeiragem especifica é idiossincrática do conjunto de franceses imbecil. Si não fosse isso, o suíço teria dito “Caralho, essa imbecilidade só poderia ter partido dum francês.”

5 - «O q eu quis dizer é q o PT quer se perpetuar no poder A QUALQUER CUSTO.» Qto à isso, não cabe à este blogue discutir. Não é de nossa alçada discutir as motivação interna das pessoa. Não sei o q “o PT” quer. Digo apenas q dizer “o PT isto, o PT aquilo” me parece uma generalização por demais grosseira da realidade. Essa generalização é quase a mesma q chamar o PT de “quadrilha”, e o texto já abordou esse tema. Além disso, mesmo q vc teja se referindo “apenas ä cúpula”, não é plausível achar q ela é diferente de qqer outra cúpula partidária, considerando-se toda a história da política brasileira, toda a lista de mandos e desmandos, a infinidade de acusações, denúncias e suspeitas de crimes, mentiras aos eleitor, calúnias à opositores, louvores à partidários &c. Plausível é q o PT tenha apenas entrado na dança do “à qqer custo” q já ocorria havia décadas.

«Como impedir o radical de simplesmente pegar um banquinho e ficar pregando suas idéias contra a democracia numa praça?» Essa é a sinuca da democracia. O senso comum associa ‘democracia’ com ‘liberdade de expressão e opinião’ (LibExpOni), mas as duas coisas são bem diferente. É possível ter LibExpOni numa ditadura sangrenta: basta q a repressão äs AÇÃO sejam 100% eficiente. É possível não ter nenhuma LibExpOni numa democracia plena: basta q a população ela mesma reprima qqer dissensão (e o povaréu é eficientíssimo nisso). Mas… Raciocina comigo. ¿Por quê vc impediria um radical de pregar suas idéia anti-democrática numa praça? Deixa ele, ué. É como si vc achasse q todos problema do mundo já tão resolvido e q a democracia é a última palavra possível. Tá mais q evidente q não é. Além disso, ¿quem decide o q é radical? Na passeatinha de ontem, 01nov, saíram pedindo intervenção militar e impíchima da presidente democràticamente eleita. ¿Quer mais radical do q isso? ¿Era pra impedi-los de pregar suas idéia? Deixa os cara ventilar suas frustração, ué. Só sou contra q berrem no microfone e atrapalhem o trânsito. :•)

André Ricardo disse...

Permafrost, mas imagina esse discurso que você fez sobre francês/suíço trocando essas figuras pelos termos "negro/branco", por exemplo. Por mais que você possa argumentar "ah, mas o branco estava falando só dos negros imbecis, não de todo o conjunto", você pode ir pra cadeia. Veja, eu entendi que faz sentido, logicamente, tudo isso que você falou. De tudo que li, é evidente que você é coerente, e já houve um outro texto nesse sentido que se encaixa perfeitamente no que você falou. Mas no mundo real a lógica nem sempre é suficiente...

O que quero dizer: por mais que você esteja falando apenas dos direitistas imbecis, os que querem intervenção militar, os que querem separação do país, e, na teoria, isso se aplicaria apenas a, sei lá, 5% dos opositores ao PT, na prática isso atinge sim a todos os opositores do PT. Veja o caso que você citou, da manifestação na Paulista. Havia 2500 pessoas, e tão poucas que pediam intervenção militar que os dois maiores jornais do país acabaram encontrando O MESMO MANIFESTANTE para entrevistar. Ainda assim, a manchete em tudo que é lugar foi: "MANIFESTAÇÃO PEDE IMPEACHMENT E INTERVENÇÃO MILITAR". Logicamente falando, está impecável. De fato, havia ao menos uma pessoa pedindo intervenção militar. Mas na prática, muda todo o sentido do ocorrido, não é? Você mesmo, ao citar a manifestação, falou "saíram pedindo intervenção militar". Isso é mentira? Não, pq havia uma meia dúzia pedindo mesmo. Mas quando você fala "saíram pedindo intervenção militar", não fica parecendo que esse era um dos objetivos da passeata, que era o assunto principal?

André Ricardo disse...

E sobre a democracia, ela não é a última palavra. Ela é o melhor sistema justamente pq impede que exista uma última palavra. Ela está aberta - infelizmente, o paradoxo é que, justamente, ela está aberta exatamente àqueles que querem destruí-la, colocando-se como a última palavra possível.

Permafrost disse...

André,
Sim. Admito q vc me corrigiu agora. Procuro tomar o cuidado de sempre inserir expressões qualitativas ou circuscritoras, mas dessa vez elas não me ocorreram. Vou tomar ainda mais cuidado no futuro. Obrigado!

Postar um comentário

consulte o doutor