11 setembro 2014

Esperancite raidzaguém

Perto de toda eleição, é sempre bom relembrar este texto de 2004:

«Aliás, ¿q história é essa de esperança? O Dr Plausível já tratou diversos caso seríssimo de esperancite –uma doença recorrente como a herpes, variante da hipoplausibilose. Perniciosíssima, ataca populações inteira do Terceiro Mundo. Nesses lugar, ‘esperança’ é a palavra q mais ressoa qdo falta lucidez, método e empenho. Enaltecer a esperança só pode ser coisa de gente mal-intencionada q, à custa de martelar a palavrinha, pretende manter o status quo: “Educação ¿pra quê? Conforto ¿pra quá? Produção ¿pra qüé? ... ¡Onde tem esperança, tem voto!”

«Dizem q “a esperança é a última q morre,” mas afirmo com toda certeza: o último q morre é o doente. Esperança é quase um atestado de óbito. E tbm é assim qdo se trata dum povo: o Brasil sofre uma epidemia de esperancite q já dura mais de um século –tanto q a expressão “a esperança do povo brasileiro” já virou piada internacional.

«Nosso exuberante enumerador tem uma receita contra a esperança: vontade e empenho. Toda vez q um político (ou algum de seus apadrinhado entre os religioso, poetas mal-informado e aspirantes a elite) vier linguarungungular sobre esperança, vc olha firme nos olho dele e diz: “Não, não tenho esperança porra nenhuma. Tenho vontade e empenho.” À seguir, vc sai correndo de perto dele o mais rápido possível, antes q, à la Göring, ele saque o revólver.»

02 setembro 2014

Aviso geopolítico

Estejam todos avisado q pode haver uma tragédia no Brasil si a Marina Silva for eleita. A gargalhada de nosso hecatômbico doutor poderá ser tão alta e prolongada q haverá o risco de ela causar mortíferas vibração sísmica, em particular ao longo das falha cenozóica ao longo da serra da Mantiqueira e da bacia do Tocantins, nos cráton da bacia do São Francisco, e em toda a bacia sedimentar do Paraná.

O Dr Plausível é uma força da natureza. Depois não me venham chorar as pitanga.