28 junho 2010

Uriah Heep¹ pede emprego aos Irmãos Metralha

Enquanto passa longas horas ä espera q bata ä porta de seu luxuoso consultório na Av Paulista alguém q não seja estafeta, faxineiro ou porteiro, nosso evidente doutor äs vezes ouve rádio pela internet, äs vezes na CBN. Hoje, um tal de Max Gehringer, aconselhando um ouvinte sobre o q escrever numa carta de apresentação candidatando-se à um emprego, saiu-se com esta:

"Bom dia. Não estou enviando mil currículos para mil empresas. Estou enviando um só, para a Irmãos Metralha. Sei que pode parecer pretensão minha, mas pesquisei muito até encontrar uma empresa q oferece tudo para a minha carreira – uma empresa q vem crescendo 12% ao ano nos últimos 5 anos, e tem uma imagem sólida e respeitável no mercado. Por favor, conceda-me uma oportunidade para ser ouvido. Não quero tomar demais o seu tempo e agradeço sua atenção."

HAHAHAHAHAHA

Se o Dr Plausível fosse diretor duma empresa e recebesse uma carta de apresentação dessas, jogava no lixo sem nem ver o currículo. Já começou à desguarunfar a glote qdo ouviu "Sei que pode parecer pretensão minha &c", mas qdo a carta arrematou com "Por favor, conceda-me uma oportunidade para ser ouvido. Não quero tomar demais o seu tempo...", até veio o arquiteto do escritório acima perguntar qual era a graça. Ele ouviu o Max-conselho, e ficou ainda mais encafifado. ¿Cadê a hipoplausibilose? ¿Que alternativa nos daria o empregante doutor? À seguir, sua resposta.

O escritor imaginado da Max-carta, além de mentiroso, soa como o tipo de pessoa q finge servilismo e humildade só pra conseguir emprego, e não raciocina muito bem. Distância dessa gente. Por outro lado, não deve ser muito confiável um diretor q se deixaria levar por uma carta servil, lugar-comum e mal ajambrada como essa. Ele até evidenciaria tendências sádicas latentes. Distância dessa gente tbm. O próprio Max Gehringer inconscientemente demonstrou não ter respeito pela empresa prä qual imaginou enviar a carta: ao tentar uma piadinha, batizou a empresa de "Irmãos Metralha".

Na hora de decidir quem convidar à uma entrevista, o q tem q chamar atenção é um currículo comprovado duma pessoa q tá te tratando de igual pra igual, q tá apenas se colocando ä disposição pro escrutínio mais minucioso duma entrevista. Veja uma sugestão plausível:

"Caros Srs e Sras,
Vosso anúncio no Jornal de Notícias me interessou. A Empresa Tio Patinhas sempre me pareceu ter um perfil empresarial bem adequado pra receber minha contribuição, em benefício mútuo. Agradeço se considerarem meu currículo."

Se o candidato quiser chamar mais atenção, pode fazer um currículo multimídia – com fotos, documentos, gráficos, linques, &c. Passa a impressão de q ele gastou tempo e dinheiro, e usou raciocínio pra elaborar o currículo.

Qto mais o mundo empresarial se atola em sua própria espiral regida pela Lei Geral de Peter² (the Peter Principle), mais o doutor ri da sandice da industrialização do emprego, da exaltação da racionalização da mediocridade, da quantidade de 'DEs', 'DOs' e 'DAs' q o português exige entre um substantivo e outro.
________
1 Uriah Heep, personagem de C.Dickens
2 Lei Geral de Peter (après Laurence J. Peter): "Qqer idéia q dá certo será aplicada em contextos progressivamente mais exigentes até dar errado – mas aí o sistema já ficou implantado e só resta usar o jeito falho mesmo, até aparecer um melhor."

11 comentários:

Adam disse...

Mais um excelente comentário do doutor! Ademais, me fez lembrar de como é difícil convencer as pessoas que me pendem para repassar currículos de que não é bom colocar no e-mail que "contam com a ajuda de deus e dos amigos"...

Pedro disse...

Já ia perguntar o que a banda tem a ver com isso? :P

Permafrost disse...

Adam,
¡Não acredito! ¿Tem gente q no currículo escreve isso mesmo? HAHAHAHAHAHA

Adam disse...

Permafrost, não quis dizer que colocam no currículo - pelo menos, nunca vi isso. Mas colocam no e-mail ao qual o currículo é anexado - que seria a carta de apresentação do candidato

Permafrost disse...

Adam,
Ah, agora entendi melhor. Praticamente, é uma aposta, esperando q o destinatário tbm seja crente e simpatize com o remetente logo de cara, como um cumprimento maçônico ou um sobrenome similétnico. Enfim, igualmente patético.

Neanderthal disse...

Na faculdade de administração, no curso de RH, aprendi que o mais importante é você se vestir adequadamente, ou seja, escolha sempre um terno de cor escura, como azul marinho, ou cinza escuro, uma gravata não muito chamativa, de cores mais sóbrias e a meia precisa combinar com o sapato. Na entrevista, o importante é desenvolver um "rapport" com o entrevistador. Portanto, como um bom vendedor, você precisa ouvir um pouco da história do entrevistador e meio que se adaptar.

River Leano disse...

Neanderthal, esses são bons conselhos. Alguns dias atrás, entrevistei um candidato via Skype, e logo que o sujeito pôs a boca no microfone, começou: "Meu nome é Fulano Sicrano e minha experiência profissional até agora..." E eu já cortei: "Uôa, uôa! BOM DIA!!!"

The Gritty Poet disse...

Perma,

O tipo de apresentação que vc desdenha funcionou para o Gansolino quando ele se candidatou a uma vaga no sítio da Vovó Donalda.
Infelizmente para a matriarca da família Pato você tem razão já que não foi uma boa contratação.
Mudando de assunto a minha cobertura da copa do mundo já distribuio duas premiações relevantes para os participantes.
Abaixo a mais recente.
http://grittypoet.blogspot.com/2010/06/world-cup-ace-ventura-minute.html

Permafrost disse...

Gritty,
Como disse um conhecido meu: dada a fama do Tio Patinhas, é preferível trabalhar pros Irmãos Metralha...

(Êi, ¿por que precisa tar logado pra comentar em teu blogue?)

The Gritty Poet disse...

Não estava ciente dessa exigência. Vou verificar.
Off topic. Sempre tive uma certa atração pela Maga Patalógica, na verdade o mesmo sentimento que os fãs de guerra nas estrelas sentem pela Princesa Lea nesta cena http://www.youtube.com/watch?v=VgsK9fuO2a8&feature=related
Estou sozinho? Existe grupo de apoio?

Anonymous disse...

To scared to run. Think it over, it's free and easy.

Postar um comentário

consulte o doutor