16 março 2010

Promoção de papelões

Tem dias em q nosso ebúrneo doutor já acorda dando risada. É verdade q esse fenômeno é facilitado por ele só acordar às 10 da manhã, qdo já se fez muita besteira no mundo. Mas mesmo assim, né, ¡10 da manhã...! O pessoal podia esperar até a tarde.

Desta vez foi pq uma conhecida ligou contando q é assinante do Estado e hoje entregaram o jornal dentro dum saco plástico junto com a edição da Folha, q ela não assina, numa promoção do Banco Santander. E o vizinho, q assina a Folha, recebeu tbm o Estado. O saco dizia:

"TOMAR DECISÕES LEVANDO EM CONTA MAIS PONTOS DE VISTA."

Ããã... supostamente querendo dizer q se vc lê esses dois jornais, vc pode tomar decisões mais abalizadas.

É mesmo, né, o Estado e a Folha são jornais SUPER diferentes. Nada a ver um com o outro.

HAHAHAHAHAHA

Se era pra ter pontos de vista diferentes, ¿por que não colocaram junto com a Folha o Libération ou o Guardian? Claro q não. Não pensaram nem n'El País, q é espanhol como o Santander.

Aliás, pô, se é pra tomar decisões levando em conta mais pontos de vista, então essa propaganda deveria promover tbm, sei lá, o BMG, o Banco Fibra ou o Banco Daycoval, né?

Leve em conta mais pontos de vista. Pergunte a um diretor do Itaú o q ele acha do Santander.

Hoje, aumentou consideravelmente o volume de lixo na cidade.

Cada uma, viu.

3 comentários:

Concorde disse...

Bacana. Tinha um comercial, acho que do Estadão, dizendo que poderíamos escolher quanto queríamos pagar pelos primeiros meses de assinatura, coisa assim. Um chegado meu ligou e disse que adoraria pagar 10 centavos. O acéfalo do outro lado da linha quase teve um troço, pois esses imbecis não esperam o que não se espera, mas teve que aquiescer. Quando acabaram os meses da promoção, meu amigo cancelou a assinatura, sob a alegação de tratar-se de um jornal medíocre. Porém, teve papel de sobra para forrar a gaiola de seus periquitos.
A implausibilidade tem suas sutilezas, e dá para se tirar proveito dela. Vc tem pássaros?

Concorde disse...

Analisando melhor, o que eles querem dizer com a frase não é que vc pode tomar decisões mais abalizadas porque lê os dois jornais. Querem é que vc compare os dois e, por um sutil e imperceptível processo psicológico, fique contente por assinar o que recebe correntemente, e não o concorrente. Mais implausível ainda, não? Pq apesar de ambos serem um lixo completo, fazendo jus à imprensa brasileira em geral, nada impede do troxa, ou melhor, assinante, gostar mais do concorrente e mudar de time.
Gente burra é a regra. Nós, os completos bobos, a exceção. It's the end of the world.

Permafrost disse...

Concorde,
Sempre me intriga o fato de os empresários acharem q publicidade tem q ser "criativa". Pra quê? Tal como mostram tuas interpretações, criação coerente é uma raridade. Na enorme maioria dos casos, bastava uma foto discreta do produto, né?

Postar um comentário

consulte o doutor