09 novembro 2009

O descaminho das pedras

Êi, ¿ouviram falar o q fizeram aqueles ãã crentes na Somália? Mataram a pedradas um cara por adultério.

Tadinho.

Mas o cara tinha engravidado a amante. Aí ¿sabe o q decidiram? Ué, claro: tão esperando o bebê nascer pra SÓ AÍ matar a moça a pedradas tbm.

HAHAHAHAHAHAHA

Ô mundo cão.

23 comentários:

Pracimademoá disse...

Discupaí, dotô, mas não acho graça, não. É uma tragédia. Essas histórias estragam o meu dia...

Permafrost disse...

O meu tbm. Claro q é uma tragédia. Mas a cabeça hipoplausivirótica desse pessoal é hilariante assim mesmo. ¿De onde é q eles tiram tanta babaquice? Veja q foi só recentemente q esses fatos (ou alguns deles) começaram a vir à tona na imprensa internacional. Imagine qtos inocentes já morreram nas mãos não de gente cruel mas de gente babaca – na Inquisição, &c &c &c &c &c &c &c &c Se vc pensar bem, é uma comédia. Ainda acho q a melhor maneira de fazer esses tapados se contritarem é rir deles, gargalhar apontando prà cara deles, fazê-los passar ridículo.

Andre disse...

Olá Dr.!

Acho muito justo! Isso mostra que eles dão muito valor à vida humana, ora. Que culpa tinha o nenê?

arbo disse...

"Que culpa tinha o nenê?"

e disso, doutor, rimos tbm?
ô mundo cão.

Permafrost disse...

Andre e Arbo,
A escrita raramente funciona bem pra transmitir sarcasmo entre pessoas q não se conhecem. O sarcasmo do Andre não chegou até o Arbo, q por sua vez tbm foi ferino. Mas tamos todos de acordo, na verdade.

Acho q pros muças (ie, os muçulmanos radicais) nem mesmo o inferno lhes parecerá tão horrível qto não serem levados a sério. Tem q rir dessa gente, rir rir rir.

nervocalm disse...

A palavra tragicômico não existe à toa.

Pracimademoá disse...

Eu tenho implicância com o cacoete do riso. Tem horas que não dá pra rir e, se eu ainda por cima criticar, tem sempre um bobo-alegre que me acusa de não ter senso de humor.

Por exemplo, os políticos vivem metendo no rabo da gente, e o brasileiro ri. Faz piada. Faz charge. Faz Satiricon, Viva o Gordo, Planeta dos Homens, A Praça é Nossa, Casseta e Planeta etc. Requenta uma série sem fim de anedotas que se resumem todas a "como isto está errado" ou "assim não dá". No máximo, o brasileiro faz cara de saco cheio no balcão do botequim enquanto olha para a televisão e mastiga um pão com mortandela e guaraná Kuat. Eu vou respeitar o brasileiro quando o brasileiro se juntar de verdade, montar uma guilhotina no Palácio da Alvorada e descer a lâmina no pescoço de todo o bando de feladaputa que rouba a gente há décadas.

Tenho a mesma consideração pelos religiosos, raça do inferno que cobre o planeta com medos, culpas, superstições e preconceitos e estraga para sempre a vida de bilhões de pessoas, inclusive muita gente que morreu faz tempo e NUNCA MAIS terá uma chance de desfrutar a vida que lhes foi roubada em nome de Deus, Alá ou Jeová. Eu não vejo a hora do Irã fazer a bomba e disputar uma bela partida de Missile Command com Israel. Que vá logo um para as suas 150 virgens e o outro para a porra da terra prometida onde gentio não entra. Que os muças dos outros desertos invadam e barbarizem o Vaticano e sodomizem o Papa e filmem tudo com um celular e mostrem no Youtube. Que os EUA desçam o cacete nos muças, e que a arrogância dos próprios gringos puritanos e paranóicos leve a América à ruína ao ponto de implodir.

Tem hora de rir e tem hora de meter a mão na cara de quem não tem um pingo de vergonha, respeito e juízo. Estamos falando de gente que odeia gente. Vai ver é por isso que são tão fanáticos por divindades.

numtenho disse...

Que alívio! Eu também não acho graça nenhuma...

nervocalm disse...

Acho que o Perma e eu rimos pelo mesmo motivo, então deixa eu explicar. Não é que a situação seja engraçada. Não é que seja pra fazer piada da condenação. Ela é a parte tragi, ninguém discorda. É só que temos aqui uma prática bárbara, mas que obedece a uma ética interna, percebem? É uma barbárie, mas tem regras. Não é no mínimo curioso?

:\

Permafrost disse...

Demoá,
A nervocalm pegou muito bem o espírito da risada. Não tou rindo da tragédia da moça, tou rindo é da barbárie regulamentada dessa gente. Imagine a cabeça de bagre, a adrenalina e a irracionalidade q alguém precisa ter pra juntar uma manada em volta duma infeliz e matá-la a pedradas. Aí alguém nota q a moça tá grávida; todos pausam, "Oh, a gente não pode matar o feto, pode? O Aiatolá disse q já ele já tem alma." Então alguém sugere, "Ãã... olha, a gente podia esperar até nascer o abençoado filho desses adúlteros do demônio. ¿Qto vai demorar? uns 5 meses? Aí a gente se junta de novo, engrena uma adrenalina e arrebenta a fuça dessa vagabunda. ¿Q tal?" Todos meneiam a cabeça, como num Monty Python.

O engraçado é a animalidade bruta convivendo com a humanidade burra cantando loas a um mundo ideal, é gente imbecil achando q tá melhorando a sociedade. O q os muças mais odeiam no cristianismo é o estraga-prazer Jesus dizendo "Atire a primeira pedra &c."

Tbm eu acho uma solução razoável os religiosos radicais se matarem mutuamente. Note q, no caso da ladroeira em Brasília, em vez da pedrada vc sugere a guilhotina. Mas ¿e se, qdo os brasileiros se juntarem pra guilhotinar os ladrões, se depararem com uma deputada corrupta fiadaputa ladra criminosa grávida?

A verdade é q nem uma coisa nem a outra vai acontecer: ninguém vai gargalhar na cara de gente ridícula; ninguém vai guilhotinar gente safada. E *isso* tbm é hilariante.

Pracimademoá disse...

Nhé. Vocês estão fascinados só porque a barbárie tem regras? E quando foi que não teve? Até os outros animais (irracionais) têm lá algumas regras, apenas mais primitivas. As regras da barbárie humana são um tanto mais complexas, mas ainda são primitivas. E os bárbaros se acham grande merda e no direito de atacar outras pessoas. E gente inocente é assassinada. Vocês não vão me fazer rir nunca disso aí.

Aliás, acho que o amontoado de regras é pura expiação, típica de gente desqualificada. Pode ver que presidiário é puritano, adora julgar os outros detentos, julgar quem está aqui fora, e se amarram em regras. Enchem o peito e transbordam de orgulho dos códigos morais e éticos ultra rígidos da casa de detenção. Violou as regras, tá morto. Na hora de andar na linha para não ir preso, não tinha essa rigidez moral toda. Só vira paladino da moral e dos bons costumes depois que tá lá dentro. Como traduzir "overcompensation"? Sua digníssima deve saber.

Pode ver também que religioso tá sempre pensando em putaria e sacanagem. Você mostra um Roscharsch para um sacristão, e ele vê logo uma suruba. Vivem fazendo tipo, ou seja, é tudo um bando de mau-caráter. Mais motivo para eu não achar graça nenhuma.

Permafrost disse...

Sim, mas note o contraste... ¿Não é engraçadíssimo q essa gente tenha ideais tão inflados e aja com tanta mesquinhez? q se paute por um deus q criou o U-NI-VER-SO e seja um animal automático e fosco convencido de q é preciso ajudar na criação "limpando" um pozinho aqui e outro ali? Eu acho engraçado. ¿Lembra da cena da bruxa no Monty Python? ¿Não achou engraçado? Pois é a realidade: aquilo aconteceu mesmo; aquela gente tacanha, aquele raciocínio estropiado, aquele desejo sanguinário travestido num dever de "terminar (!) o trabalho de Deus". O islamismo radical é puro Monty Python.

nervocalm disse...

Não é um fascínio, não, é só um sorriso mental que dá de primeiro momento, quando eu atino pra discrepância. Não vai muito além dos primeiros dez segundos, nem tem teorizações justificantes. Ou talvez eu seja só uma pessoa horrível.

Gritty Poet disse...

Perma,
Desculpe-me por mudar o assunto por um instante entretanto faz um bom tempo que não vejo algo tão merecedor de um HAHAHAHAHAHAHA. Aqui está http://grittypoet.blogspot.com/2009/11/burn-santa-burn.html

Sugiro que faças uma lista dos 10 mais HAHAHAHAHAHAHA de 2009. Até a estupidez pede um ordenamento.

Arthur Golgo Lucas disse...

1) O ridículo é mesmo risível. :)

2) Bem lembrada a palavra "tragicômico".

Arthur Golgo Lucas disse...

Ah, que saco ter que te procurar nos comentários do Alex Castro pra poder te ler. Escreve mais no teu blog, tchê! :)

Permafrost disse...

Obrigado, Golgo. É q os textos aqui são melhor cuidados do aquelas coisas q improviso no LLL. Lá sou apenas porta-voz do doutor; aqui, apenas digitor o q ele dita... Falando sério, tenho tado muito ocupado num trabalho, então falta saco pra elaborar textos. Comento por aí pra relaxar umas meia-horas. Mas vou atender teu pedido agora e adaptar aquela discussão sobre ideologia aqui, ok?

Somali disse...

Bacana. Matar é legal. Eu já fiz isso um monte de vezes, por motivos bem menos interessantes, como um papelote, por exemplo. E não sou crente, nem nada. Nem pé-rapado. Fiz faculdade e tudo. Menos 2 no mundo. Sobra mais espaço.
E, amigos, falo sério.
Mas vcs são gente boa, pelo que estou vendo.
Que bom.

dE férias disse...

Guilhotina???
vai na pedrada mesmo, sr. super evoluído.

dE férias disse...

vc é um retardado. só isso.
drogado de merda.

Permafrost disse...

dE férias,
Acho q o único q tem recebido avisos de teus comentários sou eu, dono desta pocilga. Tou achando q esta merda de caixa de comentários tá com os dias contados aqui.

Arthur Golgo Lucas disse...

Podemos discordar em muitos pontos, mas gosto do teu estilo e do modo como questionas coisas interessantes que passam despercebidas pela maioria. Ler teus comentários no meio dos delírios de "racismo estrutural sem autor" do Alex até que é divertido, mas acaba sendo limitado pela pauta dele.

Somali. disse...

Retardado ainda não, pois não deu tempo da grande maioria dos meus neurônios morrerem, mas um dia eu chego lá. Só isso também não, pois gostar de ver gente estrebuchando é apenas uma parte de meu incrível caráter. E drogado de merda tampouco, né, rapazola? Drogado de farinha, beque, pedra... faça-me o favor.
Quem sabe no próximo ano vc não vende sua férias?

Postar um comentário

consulte o doutor