12 janeiro 2009

Eu sô o Jair, ocê é a Nair

Se vc tem um produto e quer q o Dr Plausível compre, não anuncie. Nosso erviço doutor não acredita em anúncio. A lógica é implacável: se uma firma precisa anunciar seu produto, é pq não tá vendendo bem; se não tá vendendo bem, ou é pq o produto é ruim ou é pq é exorbitante. Mas se um ramo de indústria está regulado por normas, os produtos não devem diferir muito entre si em qualidade. Então – já q quem paga pelo anúncio acaba sendo o consumidor – é preferível comprar de quem anuncia pouco.

Sesdias, nosso educante humanista esteve em Brasília pra dar consultoria a uns auditores das contas do senado, e foi de avião. Desta vez, ele decidiu ir de Ocê é a Nair. Ida e volta por R$286 – mais barato q a Gol e bem mais barato q a Tam. Tinha espaço de sobra pra esticar as pernas, comeu um lanchinho quente bem decente, os vôos não atrasaram, &c. ¿Sabe quando o Dr Plausível vai voar novamente de Gol ou Tam, q espalham anúncios por aí q nem moscas? Nunca.

Sabendo q eu acharia exagero, o doutor tirou umas fotos no aeroporto de Brasília pra provar sua lógica. Olha o check-in da Ocê é a Nair:





Note a data, o dia de Natal. Agora olha a fila de gente pro check-in da Tam:





E não é pq era em Brasília: a partida de São Paulo foi a mesma maciota.

Passagem barata, check-in rápido, vôo sem atraso, poltrona espaçosa e lanchinho quente são coisas q esse pessoal crédulo, hipoplausibilético, bobo-de-marca, não conhece – essencialmente pq não distingue a diferença entre anúncio e produto.

A propaganda e o marketing podem ser ferramentas utilíssimas pra mostrar à comunidade quais marcas evitar.

10 comentários:

Sh disse...

Também já voei nesta companhia e também achei que foi o melhor serviço oferecido. Só lamento que as arcaicas leis Brasileiras nao permitam que eles façam mais rotas.

Pracimademoá disse...

Interessante pela dica. Vou consultar a Nair nas próximas vezes.

Mas tem uma contradição aí. Você diz que "se uma firma precisa anunciar seu produto, é pq não tá vendendo bem". Daí mostra a empresa que anuncia pracaramba com uma fila comprida pracaramba e a empresa que não anuncia praticamente às moscas. Ué?

E, como disse o colega aí em cima, a Nair não pode operar muitos destinos, logo é de se esperar que tenha poucos passageiros. Talvez uma boa parte do pessoal crédulo, hipoplausibilético e bobo-de-marca esteja indo para lugares aonde a Nair não leva. Só lhes resta conformar-se com a TAM.

Permafrost disse...

Sh,
Não sabia disso. Fala mais.

Demoá,
É vero q é interpretável uma contradição, mas os borbotões de passageiros na fila da Tam tão ali justamente pq, diferentemente do doutor, acreditaram nos anúncios.

O ponto principal é q a aviação tem normas, e bem rígidas, q tornam todos os vôos essencialmente iguais. O q a Tam e a Gol anunciam são os chamados "diferenciais". Sendo os võos nacionais, a grande maioria dos passageiros na fila não ia passar mais do q duas horas dentro do avião. Pagar mais do q o dobro pra ter não mais do q duas horas desses "diferenciais", pra mim é o vírus atacando.

Pracimademoá disse...

Desde os tempos dos memoráveis comerciais da Varig, eu não vejo uma companhia aérea anunciar "diferenciais" além de preços e promoções. Acho que nem elas têm fé que um usuário de companhia aérea vai acreditar em diferenciais de qualidade. São todas umas mais péssimas que as outras. Só as operadoras de celular ainda têm essa cara de pau.

Permafrost disse...

Sobre os anúncios da Varig, assino embaixo. Mas como não assisto mais tv, achei q vc tbm tava certo sobre os anúncios de hoje, q são só de descontos, &c, até ver isto aqui:

http://www.youtube.com/watch?v=wBJDn9NNNKU

q tá no canal da Tam no YouTube.

http://www.youtube.com/user/paixaoporvoareservir

Praticamente o q os anúncios no YouTube dizem é "venha gastar dinheiro pra passar duas horas no avião fazendo coisas q em terra vc pagaria 10 vezes menos pra fazer".

Patrícia disse...

Caro doutor, texto delicioso! Estava sentindo falta das picardias! Feliz 2009 procê. Abraço mineiro.

numtenho disse...

Mais o voo é de fokker 100 (ou MK 82 como eles preferem). Aeronave antiga e muito mais barata que a linha Boeing ou airbus e que levou à falência a fabricante holandesa - de tão ruins que são. Foi com Fokker 100 que a TAM se fez, antes de começar a operar com os airbus. E não se iluda: em época de crise ela te deixa na mão tanto ou mais que as outras... é só acompanhar o noticiário.

Ana reis disse...

Estou fazendo uma campanha de doações para criar uma minibiblioteca comunitaria na minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,preciso da ajuda de todos.Doações no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Que DEUS abençõe todos nos.Meu e-mail asilvareis10@gmail.com

Neanderthal disse...

Nas aulas de marketing aprendemos que existem os famosos "4 Ps do Marketing" ou o "Marketing Mix":
1) Produto
2) Preço
3) Lugar (Place)
4) Promoção (no conceito mais amplo inclui Propaganda).

Parece que "Promoção" tem um peso maior nesse caso, já que "Produto" e "Preço" tendem a ser melhores na Ocean Air e "Lugar" é basicamente o mesmo nos dois casos. Mas por que? Quando estamos falando de "Serviços" em vez de produtos de prateleira, existe o seguinte fator: o consumidor tende a preferir empresas com "tradição", algo que pode ser reforçado com muita comunicação. Em muitos mercados, esse fator sobrepuja a capacidade do próprio consumidor de avaliar a qualidade do serviço em si. Ele nem procura avaliar as diferentes ofertas antes de decidir.

Já Vôo Indo disse...

Ué propaganda boca a boca não é propaganda doutor?
Quem não acredita em propaganda não deveria fazer propaganda.

Postar um comentário

consulte o doutor