15 março 2008

Criâncias...

Não admira q as línguas ibéricas tenham uma taxa baixa de criação de novas palavras. Entre os portuguesantes, por exemplo, esquece-se a origem das existentes a uma velocidade assustadora. Ou seja, a criação de palavras novas é inibida pelos meandrosos processos de germinação vocabular: quase toda palavra nova parece invencionice.

Nosso epigramático doutor ilustra a questão transetimologicamente.

criança = criância = processo/ofício de criar [breed]
entrar = passar a uma posição 'entre' [between] (quatro paredes, &c)
gramado = terreno onde se plantou grama [grass]
enfrentar = ir em frente, pôr-se em frente [in front]
desprezo = negação de valor, de preço [price]
arquibancada = conjunto assentos [bench] perante algo

The breedance betweened inthe grassed and infronted the dispricing ofthe arch-benched.

Um comentário:

Pracimademoá disse...

É verdade, os significados são esquecidos rapidinho.

Esse seu artigo me lembra "Marcelo, marmelo, martelo". Ele não tinha esse problema. :-)

Postar um comentário

consulte o doutor