21 janeiro 2008

Sucho de frutha em thela de cinemha

The silly people don't know their own silly business.
Henry Higgins, in Pygmalion, GBShaw


Tá cada vez mais impossível ir ao cinema com nosso esfuziante doutor sem passar alguns momentos gargalhando. Se não é o preço do ingresso, é o da pipoca; se não é no trailer, é na publicidade pré-filme; se não é na primeira metade do filme, é na segunda. Vou te contar, viu. Alguns cinemas já nem se incomodam de passar os trailers: passam logo a publicidade, na certa porque paga mais. Ou seja, é q nem tv a cabo: vc paga os olhos da cara pra ver anúncios. O doutor já cancelou a tv a cabo, mas ainda vai ao cinema. Logologo vai desistir também do telão e virar usuário de pirataria.

Sesdias, sua liberdade de escolha foi funestamente pisoteada por um anúncio desse suco-novo-igual-aos-velhos — Fruthos. O doutor desandou a rir e gargalhar e expectorar e, é claro, o cinema todo riu junto... e, é claro, pelo motivo errado. Veja o estopim aqui:



¡Ô miasarma! ¡¡Ôôôôô miasarma!!

É assombroso o estrabismo desse anúncio. Tira sarro de gente q não pensa e está obviamente dirigido à mesma gente q não pensa. É o mesmo q dizer:

"Ô idiota, deixa de ser idiota seguindo as modas inventadas por nutricionistas. Prefira ser idiota seguindo a moda inventada por NOSSO nutricionista."

HAHAHAHAHAHAHAHA

E ¿¡¿¡¿"frutas colhidas com todo carinho"?!?!?

HAHAHAHAHAHAHAHA

Acho q ninguém nasceu ontem, né? Imagina se o peão vai colher a laranja "com todo carinho", puxando do galho delicadamente pra não machucar a árvore, deitando a fruta numa caminha de cetim acolchoado... aiaiai... "Frutas colhidas com todo carinho"... êitcha. ¿Pra q catso serve uma frase dessas num comercial de suco industrializado se não pra estimular a idiotice do público?

A mensagem é tão despistada q talvez os próprios criadores do anúncio... ãã...

Deixa pra lá.

E ¿q catso tá fazendo esse H no meio de Fruthos? aiaiaiaiaiaiai

AI AI AI AI AI AI AI

Mas é sério, leitor. Pra quem já leu The Omnivore's Dilemma, de Michael Pollan, não há de escapar a cretinice do anúncio ao contrapor produtos naturais como alho, brócolis e peixe a um produto industrializado q — além do suco concentrado de praxe mais uma quantidade cinicamente viciante de açúcar — contém acidulante, estabilizante, antioxidante, nossa velha conhecida água e um composto tetricamente chamado de "aroma idêntico ao natural" — ou seja, um suco igualzinho a todos os outros sucos industrializados da prateleira q, pelo menos, não insultam a inteligência do povão.

Vida curta.

15 comentários:

Pracimademoá disse...

É, até é, mas já vi coisa pior na televisão brasileira.

Lucas disse...

Não sei se passou por aí (moro no RJ), um comercial de carro em que a "protagonista" dizia que "enquanto todos estão fazendo o que é moda, eu faço o que é divertido".

"Compre Fox, um carro pra pessoas diferentes"

Permafrost disse...

Demoá,
Puts, imagino. Não sei se notou, mas faz um ano q não falo de tv a cabo, e faz, acho, anos q não falo da tv aberta. Tou fora. Meu negócio agora é pirataria. Estou achando coisas q JAMAIS passariam na tv. É bom viver nos interstícios da cultura.

Lucas,
Inacreditável, cara. Só faltava dizer "Compre Fox, um carro pra pessoas excepcionais."

Rildo Hora disse...

Tava saudoso.
Perpes, sabia que sou casado? A coitada adora TV...(coitada diz respeito ao estado civil da coitada).
Ahhh, que inveja, tu vives nos interstícios da cultura! Já eu, meu nobre, nos intestinos da mesma... que cagada!
Abração!

Rildo Hora disse...

Herpost, cê tira uma dúvida de um ignorante?
Noto que gostas muito do termo "miasarma", que um imbecil como eu não faz a mínima idéia do que seja.
Não querias, porventura, talvez, quem sabe, pôxa, dizer "miasma"?
Abraços de um decadente em decomposição.

Daniel Brazil disse...

Na mosca (de fruta)!

Permafrost disse...

"¡Ô miasarma!" é uma expressão registrada repetidas vezes em Londrina por um consultor do Dr Plausível. Significa "¡Ô minhas almas!"

Rildo Hora disse...

Obrigado!

sacanagem disse...

gostei da expressão

Herpes da Fonseta disse...

Esse anúncio é um publicitário ridicularizando os próprios publicitários. E a embalagem? Nunca que vai vingar.

Rildo Hora disse...

Sabia que neguinho ficou bravo num outro blog, quando alguém ridicularizou o anúncio enquanto ele (que postou) disse ter gostado? Chamou o cara de "deus mal da mídia".

Permafrost disse...

Passa o endereço, RH.

Neanderthal disse...

Isso me lembrou de um filme que vi faz algum tempo, em que um publicitário recruta os loucos de um hospício para fazer o texto das propagandas. Saem coisas do tipo: "Cancer . . .talvez. Prazer . . . com certeza!". No fim acaba dando certo, porque "quebra as barreiras cognitivas" (para usar um termo de marquetez). Seria legal se, da mesma forma como fizeram com os maços de cigarro, obrigassem os anunciantes do suhco de fruthas a mostrar a realidade. Pessoas sujas, colhendo frutas semi-decompostas, mas cheias de agrotóxicos, carregando-as em sacos furados, o suor das costas se misturando, entrando pelos buracos deixados pelos vermes. Depois amontoando os sacos em locais abafados e cheios de moscas . . . Acho que prefiro o aromatizante "idêntico ao natural".

Permafrost disse...

HAHAHAHA

Daria um belo anúncio. ¿Não se diz q panela velha é q faz comida boa? E ¿não se sabe q nas lanchonetes a chapa suja e encardida de um dia inteiro é q faz o melhor sanduíche? Pois é. O anúncio do suco poderia dizer q as frutas semi-decompostas, o suor dos trabalhadores e os vermes e moscas "agregam sabor" ao suco.

Tá rindo ¿do quê? ¿Não é verdade?

Motta disse...

Aí, mano véio. Isso sim é post de primeira! Eu provei o tal sucho. Que merda! É INFINITAMENTE PIOR QUE TODOS OS OUTROS. Como tudo da Schincariol. Te vejo em algum dia em algum ensaio com o Érique.

Postar um comentário

consulte o doutor