09 setembro 2007

Sobre ler e crer

O Dr Plausível já disse q "manter-se bem-informado é o jeito trabalhoso de ser neurótico". Mas o mais engraçado é jornal alardear a própria credibilidade. ¿É pra acreditar? 'Credibilidade' parece palavra inventada pra não dizer nada.

E fala a verdade, caro leitor. Qdo abre um jornal, ¿vc espera "acreditar" no q lê? tipo qdo vai ver uma comédia esperando gargalhar? ¿Acaso alguém alardeia a 'gargalhabilidade' duma comédia?

Nosso emoldurado doutor não acredita numa palavra do q lê nos jornais. Não é pra "acreditar" q ele abre um jornal; nem é pra se informar. E ele tem sérias dúvidas de q, mesmo q afirmem o contrário, os jornaleitores sujem os dedos em busca de informações críveis. O q eles querem é debater opiniões interminavelmente.

O jornal é um Big Brother da época em q não havia televisão, e os jornaleitores são viciados em xeretar a vida alheia, convencendo-se de q vai fazer alguma diferença pessoal saber ou não saber o q acontece no congresso, no estádio ou na delegacia. Na verdade, os xeretas e sua xeretagem é q fazem diferença na vida dos xeretados, e não o contrário. Se existe algum valor na veracidade dum jornal, é um valor totalmente interesseiro: qto mais verdadeira a informação, tanto menos provável q alguém seja processado por publicá-la. Campanha com o tema "credibilidade" soa como gambito preventivo contra possíveis disputas judiciárias.

Agora, o grau de veracidade das informações não faz a menor diferença pro jornaleitor, q só lê jornal pra achar uma confirmação a favor ou um debate contra suas opinões. A vida dum leitor médio é tão ínfima, q pelo menos ISSO, né?

Já o Dr Plausível só abre jornal por três coisas: quadrinhos brasileiros, cruzadas e sudoku. Tem tempo pra ser "bem-informado" não.

9 comentários:

Lucas disse...

Isso é porque você mora em São Paulo. Venha ao Rio e compra um Meia Hora pra ver se jornal não pode ser algo divertido.

Todo dia uma matéria séria e construtiva como: "Traficante foi pro saco no morro da Marmota", "Bandidagem manda cinco pra vala". Isso por 50 centavos!

Permafrost disse...

¿¡¿O QUÊ?!?

¿¡¿NÃO TEM SUDOKU?!?

Herpes da Fonseta disse...

Quem está perdendo a credibilidade é você.

Cadê o resto das palestras do doutor? Cadê a continuação sobre o preconceito contra os feios e os burros? E a 2a parte do post sobre as pessoas que acreditam em coisas?

Cuidado, hem! Começar as coisas e não terminar é sintoma de sociopatia.

Permafrost disse...

HAHA... ãã... HA

Leandro Rossi disse...

ahaAAHahHAHAHAhAHAa...
preste atenção, eu não faço ideia de quem seja você... mas o meu voto é seu!
seja lá para o que você se candidatar.

Ed disse...

Olá, senhor doutor. Tenho impresso ums textos seus para ler por aí, quando não diante do computador. Eles me apetecem.

Um abraço.

Permafrost disse...

Leandro, obrigado. Tou pensando em me candidatar a "Blogueiro Mais Propenso a Ser Processado".

Ed, ¿quem diria, hem? Virei autor publicado...

Ed disse...

Sim, sim. É um velho hábito. Tenho em casa umas pastas cheias de blogueiros, todos amontoados, uns de direita, outros liberais, mas todos limpinhos.

Permafrost disse...

¿Tá vendo? E eu já fui pensando q era um privilegiado... :•)

Postar um comentário

consulte o doutor