10 janeiro 2007

Nenencéfalos

Pior do q gente q não pensa, é gente q não pensa de propósito. Esses são os q causam as gargalhadas mais deliciosas no Dr Plausível. Tipo sesdias, nosso estimável doutor desgorjou o gargalo rindo do q alguns portadores de cérebro fizeram: colocaram um feto como autor de uma ação judicial pra tentar garantir atendimento médico à mãe. (Pois, ao q parece, as necessidades da mãe não bastam...) O precedente q toda feminista (q ouviu o despautério) teme é q já deve haver outros portadores de cérebro juntando cocó e ricó e tendo a idéia de colocar um feto não-portador de cérebro como autor de ação judicial contra seu próprio aborto.
 
E abrem-se as comportas.
 
Nhé.
 
Pois pense bem, dona-de-casa: se feto pode ser autor de ação, também pode ser RÉU, ora pois não? HAHAHAHAHAHAHA Pode ser acusado de concorrência desleal, agressão intra-uterina, deformação de mulheres, apropriação de recursos, falsidade ideológica e... vadiagem. Isso sem falar de gêmeos e trigêmeos, por formação de quadrilha, e de gravidez de alto-risco, em q o feto é o principal suspeito de tentativa de homicídio, ou até de homicídio culposo.
 
O barrigudinho nasce e já vai prà cadeia.
 
Prêssionante.

7 comentários:

Permafrost disse...

Essa veio via Cam Seslaf:

http://escarlates.blogspot.com/

Beatriz disse...

Eles já tiveram essa idéia em 2004:

http://tinyurl.com/3wtlrwr

gugala disse...

absurdo

Pracimademoá disse...

Falando em juiz lelé da cuca, http://tinyurl.com/y2asgr

Herpes da Fonseta disse...

Mas por que "falsidade ideológica"?

Permafrost disse...

Demoá, querem instituir o bom-senso por decreto.

Herr Von, é q feto anda por aí sem documentos (não é bem 'fals ideo', mas passa por).

Rildo Hora disse...

Ué, não tem gente que lê blog e até comenta? Vamos encarar os fetos...ops, os fatos!!

Postar um comentário

consulte o doutor