10 setembro 2005

O esprit de corps das plantas

Nosso endossado doutor não costuma se meter com filósofos. Aliás, nem com filósofos nem com qqer outra espécie de gente armada. ¡Êitcha tchurminha, viu?

Mas tem um tal de não-sei-das-quantas Carvalho q viaja na maionese mais q o normal, e o Dr Plausível às vezes perde alguns minutos por ano pra desatar longas gargalhadas lendo a produção do indivíduo. E tome Hellmann's. HAHAHAHAHAHAHA Esse cara deve ter duas mãos direitas. Porque não é possível alguém se achar tão no centro dum atualissíssimo e importantessizíssimo debate nacional sobre o sexo dos anjos e a 4ª Internacional Comunista. ¡Cada um q me aparece! ¿Será q ninguém percebe q a inteligência absurda desse camarada é um subproduto de sua paranóia? pfffffrrrrrrrhhhh....

Outra: ¡vai gostar de estadunidense assim lá em São Francisco! HA! É só um peidar q ele já chama de perfume. Pra ele, o Bush é pouco menos q um herói. Esse é um sintoma q o colocaria numa Clínica de Repouso Dr Plausível à força, fosse este um mundo justo.

Porque, vejam bem, ¿não é de espatifar os neurônios q um Carvalho venere um Arbusto?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

consulte o doutor