21 agosto 2005

A morte do redator

Aí um anúncio de não-sei-o-quê me vem com o slogan "Tem amor até no preço."

Ah tá, o preço deve estar pela hora da morte...

RARARARARARARARA...ssss

Tem gente q não se dá ao trabalho, né?

6 comentários:

Miroslav disse...

Dando uma olhada nos arquivos, me deparei com uma tal de BB. Bia Berna, né? Bela Bosta. Gostaria imensamente de matá-la. Mesmo. Seu blog é bem legal, meu senhor. Você é um tio, logicamente. Pelo que vi: Ateu, culto, casado, fluente em línguas, sitemático, paciente, matemático, apreciador das artes, ligeiramente melancólico, branco, e mora em cidade grande. Vou dar uma olhada num arquivo chamado "gerundismo", que se for o que penso, não deixarei de comentar. Abraços.

Permafrost disse...

Ateu, não: agnóstico.

R. Costa disse...

a bia berna era interessante , uma pessoa inteligente e culta , porém severamente despistada

comentava em vários blogs por aí , e de repente sumiu

eu achava graça

Miroslav disse...

Lagarta. Ou borboleta. Largareta não existe.

Permafrost disse...

Imagino q vc deve se referir à noção de q ou alguém acredita ou não acredita, isto é, ou uma quantidade é positiva ou é negativa: não existe o zero; ou se gosta de gato ou de cachorro: não existe quem desconheça ou rejeite ambos igualmente ("Ah, pralgum lado tem q pender...").

Sorry. Sou um agnóstico radical: crer ou não crer em um deus criador e destruidor não faz a menor diferença. A ignorância da gente é tão vasta, q tanto crer como descrer são atos de soberba e presunção.

-Vc acredita em Deus?
-...?!?!?
-Então vc não acredita em Deus.
-...?!?!?
-Ué, vc acredita ou não acredita?
-...?!?!?

Miroslav disse...

Pensa, pensa, pensa, pensa, pensa, pensa, pensa, pensa, pensa, pensa, pensa, pensa. Sofre, sofre, sofre, sofre, sofre, sofre, sofre, sofre, sofre, sofre. Que bosta.

Postar um comentário

consulte o doutor