31 julho 2005

A venalidade nua e crua

E ¿q tal esse sub-produto da CPI, essa moça q diz ter sido sondada pra posar nua prà Playboy?

QUA QUA QUA QUA QUA QUAAAAaaa

Qdo lhe contei do causo, o Dr Plausível se arrastou pra debaixo do sofá de tanto rir. Não é pelos dotes em si da moça (q aliás nosso educante cientista nunca viu mais gorda), mas pela tipicidade do gesto, seja lá de quem tenha partido.

É q, em matéria de mulher pelada, o Brasil é um caso totalmente à parte. Em outros países, mulher convidada a posar nua em revista tem um status pouco melhor q de prostituta. Na Playboy original, por exemplo, posam as coelhinhas garçonetes, atrizes pornô e afins. Às vezes, uma ou outra atriz-aberração - tipo Pamela Anderson - ganha a vida mostrando áreas menos bronzeadas da epiderme. Já no Brasil, absolutamente qualquer mulher jovem q ganha alguma notoriedade pode descolar uns trocados expondo as nádegas, os mamilos e pelos pubianos. São "grandes" atrizes da tela e do teatro, boas cantoras e cantoras sofríveis, jogadoras de basquete, vôlei e futebol, jornalistas, e agora... sub-secretárias de canalhas. Próxima da lista: Suzane Richthofen. QUAFQUAFQUAFQUAFQUAFQUAF

O q espanta um pouco é q a notoriedade parece ser o único passaporte para a nudez, e não o contrário. A julgar por isso, a decantada beleza da mulher brasileira deve ser uma enorme e ululante farsa ufanista, divulgada por aí pra fazer o brasileiro ficar contente com o pouco q tem. Pois, ¿cadê as outras?

Em contrapartida, vejam o caso da Xuxa. Se a mulher fica famosa por seus próprios meios, e depois se descobre q ela no começo da carreira posou nua pra ganhar uns trocados, aí não pode. HAHAHAHAHAHA

¡Ó crua vaidade, ó nua veleidade!

21 julho 2005

A plebe em sítio

Ontem, nosso epicêntrico doutor ficou sabendo q em outubro próximo vai ser realizado um plebiscito sobre o comércio e posse de armas de fogo.

Logicamente votaria contra as armas. Mesmo assim, não se furtou a umas risadinhas condescendentes. Pois ¿esse plebiscito não é engraçado? Pois ¿não se diz q o voto é "a arma do povo"? HOHOHOHO

E outra gracinha. O plebiscito é obrigatório; o povo será obrigado a votar nesse plebiscito. HAHAHAHAHA Ou seja, se vc não votar, alguma sanção o governo pode impor sobre sua liberdade ou seu conforto; e pra isso, o governo tem poder - um poder q em última análise emana do armamento bélico e repressor de q dispõe livremente. ¿Não é engraçado? Eu acho.

O Dr Plausível poderia se oferecer pra ensinar o governo a ser menos irônico; mas costuma manter-se distante de assuntos oficiais, pois não é bobo de se meter com gente armada.