28 outubro 2004

Jornalista caturra morre de velhaco

Ué? ¿Agora ninguém mais pode morrer? Um futebolista cai morto no gramado e ¿tem q haver um culpado?

O eclipsante Dr Plausível já está podendo dar umas risadas, e esta tarde deu uns fufunhos bem saudáveis com os noticiários - aqueles em q um engravatado empostado se pavoneia pra lá e pra cá moralizando sobre as várias desgraças do povaréu incônscio.

Todo mundo sabe q a morte, qdo vem, vem. Não há escapatória. Mas ¡qta besteira, qta imbecilidade, qto despautério tem q rolar pra q uma morte renda alguma audiência! Ficam procurando alguém pra culpar, fazendo perguntas 'informativas' aos médicos ("¿O senhor sabia q a cada minuto sem o defibrilador, as chances de vida ficam menores?"), tudo com aquela cara de justiceiro buscando "a verdade". hu-hu-hu-hu-hu

Esse é o jornalismo napalm: botam fogo em tudo, esperando queimar algum culpado. Cogitaram culpar os dirigentes, os médicos, o ambulatório, a ambulância...

Mas acontece q o futebolista q morreu, mesmo sabedor de q tinha um problema cardíaco, estava em campo por sua livre vontade pois queria continuar jogando até o fim do campeonato deste ano - uma informação q levou um desses empolados, o Datena, à ESPANTOSA conclusão de q o jogador não tinha o direito de "dispor da própria vida". ¡Isso é q é jornalismo, hein!

Mas o pior não é a estultícia fabricada. O pior, o mais hilário é a mensagem q fica, a mensagem apreendida e aprendida pelo populacho febril: ¡ABAIXO O ACASO! ¡Todo fato deve ter alguém responsável! ¡Ninguém pode morrer! HAHAHAHAHA!!

¡Ô joça de jornal! ¡Ô néscio da notícia!

4 comentários:

Pedro Carmo disse...

Doutor Plausível

Manifesto-vos meu descaso com o noticiário local, estadual, nacional e internacional por considerar que quase tudo que por aí veicula não visa informar quem quer que seja, mas tão-somente jogar uma quantidade imensa de porcarias no ar na certeza de que a choldra ignara se manterá ocupada contando vantagem a seus pares. Causa-me verdadeiro horror ouvir os comentários sobre as notícias 'da moda' por onde quer que eu passe. Pelo que pude ler em vosso blog, pareceis inconformado com a capacidade de incompetência dos repórteres. Peço licença para sugeir que vós divulgueis, por meio de vosso blog, a necessidade e oportunidade de fundação do PRRTB (Partido Revolucionário Radical Terrorista Brasileiro) cujo lema poderia ser "Nós detonamos" literalmente, pois o objetivo do PRRTB seria o de explodir, mediante atos terroristas, evidentemente, os meios de comunicação impuros e expúrios, os políticos safados, os repórteres incompetentes (não conheço um sequer que seja razoável - isso é uma vergonha!) e por aí vai. Peço que digais: que pensais sobre isso?

Neanderthal disse...

Seu IBOPE está em alta, amigão! É só o dr reclamar da falta de um "accountability" e acontece isso...

PZumarán disse...

Pedro,
O Dr Plausível sempre acho q se metade da população mundial fosse composta de terroristas em potencial, o mundo seria mais pacífico, seguro, inteligente e ordenado. Por isso, propôs ampliar o Partido Revolucionário Radical Terrorista Brasileiro pra Partido Revolucionário Radical Terrorista Universal e se prontificou a doar as mais de 17 trilhões de libras q economizou nos últimos 6 meses de serviços em prol da comunidade. É pegar ou largar.

Pedro Carmo disse...

Tô cansado, agora. Mas acho que ninguém ficaria num partido com tamanho patrimônio: algum espertinho iria dar um jeito de incorporar a grana e desaparecer. Bom, mas a idéia do PRRTB é tentar dar uma sacudidela em âmbito nacional, apenas, cuja situação de impunibilidade é o que mais me incomoda no momento. A esfera universal já tem terroristas suficientes. A carência é nacional mesmo. E depois, euquesei!

Postar um comentário

consulte o doutor