28 fevereiro 2004

Insuspeito

Muitos pacientes inseguros têm medo de se consultar com o Dr Plausível. Sempre q possível, consolo essas pobres almas assegurando-as de q não há o q temer além do irremediável; ou, no caso da mídia, além do irrecolhível. Parece q nosso espartano letrado vive de passar atestados de hipoplausibilose, mas na verdade ele é como um cardiologista da lógica interna: tbm se maravilha e deslumbra ao testemunhar o funcionamento dum coração impecável. De vez em qdo aparece em seu consultório um artigo, um livro, até mesmo um filme de tv completamente irretocável: nada sobra, nada falta. Desta vez foi o episódio em duas partes The Last Witness da séria britânica Prime Suspect.

Se algum dia passar no canal q só seu vizinho encardido assina, não hesite: faça amizade com ele nem q seja pra humilhar-se oferecendo-se a lavar a louça encardida em troca duma gravação numa fita igualmente encardida. ¡Caspálfio, vá ser bem feito lá na espúntula! São mais de três horas de total autenticidade, milimétrico equilíbrio e brilhante segurança. Além do Selo de Garantia Dr Plausível pela trama e pelas centenas de detalhes invulgares, esse episódio ainda conta com um elenco formado nada menos q na Escola Superior de Dramaturgia Dr Plausível. Nenhum dos atores ganharia um concurso de beleza, mas ¿vc se importa? Todos - até o terceiro coadjuvante no fundo à esquerda - vão direto ao alvo, sabem exatamente a q vieram, o significado e a proporção de cada gesto, fala ou pausa; não há sequer um grunhido sobrando, sequer uma ironia despercebida.

É só uma história de detetives, mas o padrão geral do cinema e da tv (sem falar do néscio padrão global...) aparentemene teria q comer muita lama na Bósnia pra chegar ao profissionalismo desse episódio. Mas na verdade, não: é super fácil ser plausível; é só fazer o q fizeram o escritor, o diretor, os atores e outros profissionais trabalhando em Prime Suspect: nada mais do q sua obrigação, ou seja, usar a cachola pra equilibrar-se entre a arte e a realidade.

Se vc chegar a presenciar a exibição dessa obra-prima e não gostar, só pode ser pq não enxergou direito e precisa achar um vizinho menos encardido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

consulte o doutor