03 janeiro 2004

O Senhor dos Escarcéis

Muita gente diz q Dr Plausível é bitolado e atrasado, e às vezes até dá pra entender por quê. Vejam só: a trilogia do Senhor dos Anéis já está quase virando uma série, e apenas agora é q ele se dispôs a enfrentar as três longas horas do primeiro filme, não sem reclamar em altos brados na locadora. E não deu outra. Três horas de chatice entrecortada de acochambraduras implausíveis.

Filme de aventura é sempre um saco: vc sabe desde o começo q durante as próximas três horas, o herói pode cair num rio de lava, pode-lhe até cair um piano na cabeça, q absolutamente nada vai lhe causar qqer dano físico, emocional ou intelectual duradouro: ele vai continuar ileso como qdo sua digníssima mãe o pariu, vai continuar senhor de si e vai aprender rigorosamente nada sobre coisa alguma q seja de qqer utilidade seja pra ele ou pra nós.

Pois digam-me uma coisa: se um demônio gigante cuspindo fogo por todos os poros está em teu encalço já há alguns minutos, e vc sabe q algumas palavras enérgicas podem dissuadi-lo de devorar vc e teus amigos, ¿vc esperaria até estar no meio duma ponte de pedra sem corrimão acima dum precipício infinito pra virar-se pra ele e usar todo seu poder de persuasão? E depois q metade da ponte cai, levando o demônio, e vc fica pendurado na borda, ¿vc não esperaria q teus amigos (¡q vc acaba de salvar!) dessem um jeito de puxar vc pra cima com algum truque dentre os milhares ao alcance de quem anda por aí levando pianadas na cabeça? ¡Ora façam-me o favor!

¡E são três horas... não: NOVE horas desse tipo de coisa...!

2 comentários:

Norrin Kurama disse...

Tambem tenho críticas ao filme, mas há algumas injustiças ai: não fica tão claro no filme, mas o heroi paga um alto preço no final: ferido e doente para sempre ele tem que abandonar sua cidade indo para outra terra para não morrer. O filme americanizou certos elementos que no livro eram mais trágicos.

E Gandalf esperou a ponte porque ele não podia deter o demônio com palavras. Seu objetivo era derruba-lo (sem cair junto, claro).

Permafrost disse...

O livro deve ser bem melhor q o filme; mesmo pq achei o filme uma gororoba – da mesma laia q Harry Potter (o filme).

Postar um comentário

consulte o doutor