21 junho 2003

Partido da Proa Liberal

¿E a nova campanha do PFL? Com aquele slogan estilo mensagem-de-fim-de-ano-da-globo, "Gente como você", certamente vai convencer muito eleitor a votar no PT.

Considerem: pra provar aos Zés Manés, Marias das Dores, Silvinos dos Santos e Deocléias de Jesus deste Brasil q as bancadas do PFL estão repletas de 'gente como nóis', a campanha orgulhosamente traz um cara super comum, super povão-povinho: Lars Grael, medalha de bronze em iatismo nas olimpíadas de 88 e 96. Só o nome dele já o coloca no centrão do Brasil, a meio caminho entre os Pampas e a Pororoca. Além disso, ele conseguiu essa coisa tão corriqueira q é ganhar medalhas olímpicas pra o Brasil (são 150 milhões de brasileiros e 66 medalhas em toda sua história; ou seja, todo brasileiro tem uma, ¿ora pois não?). E mais, ganhou defendendo um esporte super popular, um esporte brasileirão, de brazucas da gema como Burkhard Cordes (bronze 68), Reinaldo Conrad (bronze 68 e 76), Peter Ficker (bronze 76), Alex Welter e Lars Björkström (ouro 80), Robert Scheidt (ouro 96, prata 2000), e o irmão de Lars, o Torben (bronze 88, ouro 96, bronze 00).

¿Não é super plausível q um sujeito chamado Lars Grael, q tem um irmão chamado Torben, cada um com seu iate e suas medalhas olímpicas, seja chamado de 'gente como você'?

"Ora faça-me o favor!" dirá o Dr Plausível. "Esporte à vela de gente como nóis é jogar palitinho quando acaba a luz."

Um comentário:

Belly disse...

É verdade. Lars e você. Tudo a ver.

Postar um comentário

consulte o doutor